Materiais - Cimento queimado

O cimento queimado é um acabamento bastante utilizado devido a vários fatores, dentre eles o baixo custo, a durabilidade, o design, a fácil manutenção (limpeza) e a versatilidade de opções de cores e texturas.

 

Sua composição é basicamente areia e cimento, o que justifica o baixo preço. Mesmo assim, ele abrange das casas mais simples as mais sofisticadas. Combina com uma variedade imensa de materiais, é neutro e ao mesmo tempo traz um ar rústico ao ambiente, agregando assim, identidade ao projeto.

 

Por ser um material bastante resistente, ele pode ser utilizado também em áreas externas, lembrando apenas de que, quando molhado, ele fica liso e escorregadio. Além do piso, ele pode estar presente também em bancadas e paredes.  Não é recomendado sua instalação no interior do boxe do banheiro, pois ele pode reagir em contato com shampoos, sabonetes e outros produtos.

 

A limpeza é um tanto quanto simples: basta lavar com água e sabão neutro. Em ambientes como salas de estar, o ideal é aplicar cera líquida ou em pasta para a manutenção.

 

Apesar da grande maioria dos pedreiros afirmarem saber executar o cimento queimado, são poucos que realmente possuem domínio da técnica e experiência para que fique um serviço bem feito. É importante pesquisar bastante e procurar conhecer alguns  trabalhos anteriores. Avaliar se está bem nivelado, se não há grandes trincas e se foi feita junta de dilatação para evitá-las. Além disso, existem alguns aditivos que podem ser misturados para torná-lo mais resistente às rachaduras.

 

Quanto a estética, ele agrada a muitos por não ter emendas e rejuntes, o que acaba dando uma impressão de amplitude ao ambiente. Pode ser feito numa gama bem variada de cores, basta adicionar corante a fórmula. Para quem gosta do rústico e não quer errar, o cimento queimado é atemporal, sempre vai estar em alta!

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Autor: Casa da mãe joana - Publicado em: 11/05/2017 11:54:00

Ver Todas Notícias

Comentários